Quem rolará a grande e pesada pedra do túmulo pra nós?

Uma preocupação só menor que a Fé que as mulheres que seguiam a Jesus tinham Nele. Foram assim mesmo. Na nossa vida nem sempre sabemos como lidaremos com as grandes e pesadas pedras que nos impedem, mas a nossa Fé em Jesus nos faz continuar caminhando na direção Dele.

“Assim que o sol raiou”. Assim começa o dia dos que creem. Nosso ponto de partida é a Fé no Caminho até o Sol da Justiça, que embora nasça pra todos, favorece aqueles que diante Dele se expõem.

Eis o assombro. “Sei quem vocês procuram, o Jesus, Nazareno”. Na nossa limitação procuramos Jesus Homem e somos agraciados com a notícia de que ele não está morto. Ressuscitou, encontramos o Jesus Deus.

Têm o privilégio do anúncio aqueles a quem Ele se revela. Não se revelou aos homens incrédulos e religiosos, mas àquelas que mais foram perdoadas. Até hoje é assim. Não há espaço para os hipócritas, são os humildes os exaltados!

Elas saíram o mais rápido que puderam, pois quem recebe a notícia de que Ele vive, logo se despede do ambiente da morte, anunciando a Vida.

É assim na vida do cristão. Entramos por vezes tristes e angustiados, mas nunca saímos da presença de Jesus da mesma forma.

Ele ressuscitou, não é uma fofoca. É uma revelação. Só podemos seguir em frente depois de vivermos a experiência de que ele não está mais no túmulo. O que mais nos preocupava, já não nos assusta mais, não apenas a pesada pedra foi rolada. Ele vive, reina e voltará.

Feliz Páscoa!

Na Terapia de Cristo
André Luiz

Jesus é o Modelo

Quando acreditamos em Jesus não deixamos de ser gente. Carne, ossos e vontades. O que muda?

Ganhamos Nele força e ânimo para vencer a Tirania das Vontades. Despertamos. Reconhecemos que ao cedermos às nossas vontades, somos capazes de cometermos as maiores atrocidades..

Crente não é melhor do que ninguém. O modelo é Cristo. Ser cristão de verdade é “deixarmos de ser” na medida em que permitimos que Ele prevaleça e sobressaia.

Isso leva tempo, aliás, a vida toda. Ninguém está na frente de ninguém, estamos todos no mesmo barco lutando contra a Tirania das nossas vontades.

Ele nos ajuda
André Luiz

“O justo viverá da Fé”

“O justo viverá da Fé”

As crises da vida nos fazem acreditar demais em nossas qualidades e conquistas do passado. É na verdade um laço! Nossas forças são minadas sutilmente e nos culpamos quando vemos que as coisas não estão saindo como desejamos..

Nossa Esperança está no Senhor! É uma frase simples, mas tem impacto profundo sobre a nossa alma..

Crises cansam, mas o Senhor nos renova.. Não é preciso barulho pra ouvir a voz do Senhor que é mansa e delicada..

Alguns não entendem que precisam aumentar o volume porque na verdade estão surdos. .

Estou renovado
André Luiz

Niterói, 28-01-18

“Que todos os teus desejos se realizem”

“Que todos os teus desejos se realizem”

NÃO. Não é isso que precisamos e não devemos desejar isso a ninguém..

Por trás dos nossos desejos há muita deformidade. Antes de buscarmos a satisfação dos nossos desejos, há que buscar saber porque tanto desejamos..

Antes da meta é preciso que haja cura. Limpeza da alma. Às vezes tudo o que a gente quer é dar o troco, mostrar algo a alguém..

“Entrega o teu caminho ao Senhor e Ele satisfará os desejos do teu coração”.

Te entrego o meu caminho Senhor
André Luiz

Niterói, 30-01-18

Herodes, Gente invejosa e Sanguessuga

Enviou-os a Belém e disse: “Vão informar-se com exatidão sobre o menino. Logo que o encontrarem, avisem-me, para que eu também vá adorá-lo”.
Mateus 2:8

  Gente estilo “Herodes” existe em todo lado. Gente invejosa, gente que quer saber da sua vida, da mesma forma que um sanguessuga do sangue dos outros animais.
  O Salvador iria nascer como os profetas já haviam predito. Havia quem quisesse adorá-lo, gente sincera e esforçada. São aqueles que percorrem o caminho da busca espiritual e não medem esforços até terem um encontro com Jesus, alguns até conhecerem a Cristo, chama de “encontrar-se consigo mesmo”.
  Entretanto, há sempre os “herodes de plantão”. Querem saber do motivo da sua felicidade, para então tentar frustrá-la. Querem saber porque tanta alegria, para se possível ceifá-la. Arrogantes seres que acham que ninguém pode ser feliz. Querem saber de tudo para tudo poderem controlar.
 Só de chegar perto de gente assim, causa-nos arrepios. Parece que posso vê-los, semblante descaído, prontos para dizerem que não vamos conseguir. Preparadíssimos para fincar a espada do medo em nosso peito.
  Mas o fim da história foi outro. Jesus veio, disse tudo que a humanidade precisava ouvir, e ensinou tudo aquilo que deveríamos já ter aprendido. Nem a morte o tragou. Sugaram todo o seu sangue, mas ao terceiro dia Ele deu vida a todos que se arrependessem. Cuspiram-lhe o rosto, Ele perdoou, zombaram Dele, mas Ele até na Cruz, falou de um Reino em que gente invejosa não entra, sanguessugas não existem, um Reino em que Herodes não é rei.
  O mundo se enganou, aquele humilde homem que viveu entre nós era o Rei dos Reis.
 Herodes está morto
 Jesus vive e reina
 André Luiz
 Lisboa, 22/09/12

Treino “completo” em 30 minutos

Passando por aí, vi uma tabuleta com os seguintes dizeres: “Treino completo em 30 minutos”. Pensei duas coisas. Será que bastam apenas 30 minutos? Mas também tive que admitir que talvez percamos muito tempo com muita coisa, sem irmos direto ao assunto. Será que eles desenvolveram um método em que aproveita-se melhor o tempo de um treino?

  Acho que existe quem pense, que bastam 30 minutos para ser excelente no que quer que seja, mas também, aqueles que desperdiçam tempo em coisas que não edificam ou resistem, irem direto ao assunto. Será que um bom esposo é aquele que dedica-se a sua esposa apenas “30 minutos”? Outrossim, será que deixar de fazer o principal, o que é mais importante, para fazer outras muitas coisas secundárias, irá resultar?
  Fiquemos todos avisados: A satisfação e o entusiasmo vêm de dentro, e não moram conosco apenas “30 minutos”. A excelência e a eficiência não residem em gente atrapalhada, que “fazem tudo e não fazem nada”.
  Jesus deu a vida por nós e não somente “30 minutos”, ouve o clamor do Seu povo em todo o tempo. De igual modo, foi exemplo na gestão do tempo. Cumpriu sua missão redentora, sem deixar nada por fazer e sem fazer nada que não apontasse para o seu propósito na Terra.
Faça por inteiro e não perca tempo!

 

Remindo o tempo; porquanto os dias são maus.
Efésios 5:16

Em todo o tempo sejam alvas as tuas roupas, e nunca falte o óleo sobre a tua cabeça.
Eclesiastes 9:8

Te dou a minha vida inteira,
E quero servir-te em todo o tempo
Andre Luiz

Lisboa, 24/09/12

Fazendo as chaves no sapateiro?

Precisava fazer uma cópia de uma chave. Andei às voltas procurando um chaveiro que pudesse resolver o meu problema. Dias se passaram e eu ouvi a mesma resposta repetidas vezes: “Não fazemos essa chave” “Talvez somente fulano a faça”.
No início não acreditei que só “fulano” poderia fazer. A teimosia fez-me andar um pouco mais. Em vão. Fui ouvindo casa vez mais a mesma resposta:”Só fulano”, pode ajudar você.
Até que um dia eu tive que passar pela porta dele, entrei e sem muita expectativa perguntei mais uma vez: “Vocês fazem essa chave aqui”? A resposta dele, foi de quem responde a alguma coisa que julgue óbvia: Claro! E eu que adoro conversar, comentei: “Fui a tantos lugares e não encontrei”? E ele rebateu: “Talvez você estivesse procurando fazer uma chave num sapateiro”! E eu sentindo-me derrotado por aquela excelente observação, só consegui dizer:”É verdade”!
Quantas vezes a gente na vida procura as coisas nos lugares errados. Já sabemos que não vamos encontrar, por quê insistimos tanto? Queremos fazer uma chave, mas, procuramos um sapateiro. Sabemos que Jesus é a própria chave para a paz interior, sabemos que Ele tem as respostas que precisamos ouvir, e que ninguém tem, mas, julgamos os amigos, a família, colegas de trabalho, porque talvez gostaríamos que eles tivessem as respostas. Até que um dia a vida “empurra-nos” e nós reconhecemos que precisamos Dele, nos rendemos ante à soberania Dele, frente à vida (Ele venceu a morte), e paramos de procurar quem não pode resolver o nosso problema.
Não fiquei sabendo o nome da pessoa que me atendeu, talvez ele nunca saiba o quanto foi importante para mim. Não deixe de falar aquilo que edifica, pode ser que ajude alguém a encontrar “o verdadeiro chaveiro”!

Ele é a própria chave
André Luiz

Lisboa, 29/09/12

Não posso mudar tudo, mas posso mudar muito

  Não posso mudar tudo, mas posso mudar muito. Posso fazer pequenas mudanças e com elas fazer a “maior” diferença. Não precisa ser tudo de uma vez, há um sabor especial quando as coisas acontecem pouco a pouco. Não preciso trocar as janelas, que tal mudar os cortinados? Não é preciso trocar a cama, um novo lençol criará um novo ambiente. Uma corrida de cavalos em que o vencedor alcança a vitória com uma ligeira diferença do que vinha atrás. Em pouco tempo ninguém se lembra do segundo lugar, somente do primeiro, aquele que ganhou com um “focinho” de diferença!
  Uma conversa que poderia ser totalmente diferente se dissesse: “Perdoe-me”, O dia de alguém que poderíamos ter mudado se disséssemos: “Como você está bonita hoje”! Um prego na parede para pendurar as chaves que andam sempre perdidas, cinco minutos de leitura do livro comprado e esquecido na mesinha de cabeceira. Um breve telefonema para alguém que não vemos há muito tempo. Sei lá, não custa assim tanto!
  Pequenas mudanças. Fulano é tão bom, só falta mudar “nisso”, é que ele exagera um pouco “naquilo”. Tanto esforço, empreendendo tantas coisas, tanto sacrifício, poucos resultados. Calma! Não é preciso que aconteça tudo ao mesmo tempo. Um passo após outro. Uma caminhada, uma jornada. Uma missão, um firme propósito. A convicção de que todas as coisas cooperam para o bem daqueles que amam a Deus. 

Inútil vos será levantar de madrugada, repousar tarde, comer o pão de dores, pois assim dá ele aos seus amados o sono.
Salmos 127:2

Nada como um dia após o outro
André Luiz

Lisboa, 01/10/2017

Iuuupii!

  Quem não se lembra de ter brincado na infância, daquela brincadeira em que o pai joga o filho pra cima e depois volta a pegá-lo, beijá-lo e abraçá-lo? Num misto de amor e confiança, pai e filho se desfrutam, aproximam-se. Sem contar aquele frio na barriga da criança, mesmo sabendo que o pai vai acudi-lo, não consegue evitar aquela característica sensação.
 Os anos se passam, o meu pai já não consegue fazer essa brincadeira comigo, aliás seria uma brincadeira de péssimo gosto com ele rsrs. A gostosa brincadeira, dá lugar a novas emoções, novos desafios, novas realidades. A confiança e o amor continuam, agora nuançados por outras circunstâncias. O “iuupi” fica na lembrança de quem um dia foi criança nos braços do papai.
  Acontece é que com Ele, com o Pai celestial, a “brincadeira” continua! Ele me joga pra cima, eu penso que vou cair, mas Ele sempre me abraça, não deixa de me colocar no colo, nunca nega um “beijo”. Às vezes insisto em desconfiar, me pego teimando sobre tudo o que Ele me diz, talvez perdendo o melhor da Fé, que é gritar “iuupi” crendo e confiando que Ele sabe o que está fazendo.
Te amo Deus
E não estou de brincadeira
André Luiz
Lisboa, 17/10/12

Desencontros e Desencantos

  Uma forma bem direta de Deus demonstrar que Ele é soberano na minha vida são os “desencontros” dela. Pensar que eu quero encontrar alguém, planejar esse encontro e ele ao final não acontecer, faz-me perceber e “cair na real” que eu não mando em nada na minha vida! rs
  Vivemos os encantos das possibilidades dos encontros na vida, mas é fosca a nossa visão de que Deus também fala nos desencantos causados pelos desencontros. As coisas não acontecem como a gente quer não porque Deus faz birra ou quer revelar sua força, mas principalmente o seu amor.
  Ficamos encantados com a chance de alguns encontros, ficamos ansiosos, o coração bate mais acelerado, ficamos como que cegos, mas o “dono da vida” promove os desencontros que ao fim e ao cabo sempre nos levam a encontrá-lo. Desencantos de quem sabe que alguns “encantos” são para nos derrubar! Coisinhas desse nosso coração que de bom amigo é um excelente enganador.
  Ai meu Deus! Preciso te agradecer pelos desencontros, por tudo que eu marquei na minha agenda, mas não estava marcado na Sua. Por todo desencanto, que não deve ser celebrado com pranto e nem causar espanto, pois é Deus amando a sua criação, é Deus nos encontrando. Esse é o verdadeiro encanto da vida!
 Fica pra próxima amigo
 Fica pra quando Ele quiser
 André Luiz
Niterói, 18/12/12