Jesus é o Modelo

Quando acreditamos em Jesus não deixamos de ser gente. Carne, ossos e vontades. O que muda?

Ganhamos Nele força e ânimo para vencer a Tirania das Vontades. Despertamos. Reconhecemos que ao cedermos às nossas vontades, somos capazes de cometermos as maiores atrocidades..

Crente não é melhor do que ninguém. O modelo é Cristo. Ser cristão de verdade é “deixarmos de ser” na medida em que permitimos que Ele prevaleça e sobressaia.

Isso leva tempo, aliás, a vida toda. Ninguém está na frente de ninguém, estamos todos no mesmo barco lutando contra a Tirania das nossas vontades.

Ele nos ajuda
André Luiz

Príncipes andando a pé

Tenho visto servos andando a cavalo, e príncipes andando a pé, como servos.
Eclesiastes 10:7

  Uma das ênfases mais perversas da religiosidade evangélica (favor nunca confundir com o Evangelho), é a de que todos aqueles que forem “fiéis” serão recompensados sobremaneira financeiramente. Para dizer tal “abobrinha” ninguém jamais lê ou sugere, qualquer meditação no livro de Eclesiastes.
  Esse é um livro de muita realidade, que faz toda fantasia infantil da ambição humana cair por terra. Salomão deixa claro que existe muita “gente boa” andando a pé! Ser príncipe na lógica humana nos remete a bens materiais, honrarias, poder de subjugar as outras pessoas. Mas segundo a Bíblia, é possível ser príncipe sem ter nada disso.
 Não me julgue quando perceber que levo uma vida modesta. Não fique pensando que todo mundo que tem grana ou posição é mais filho de Deus, ou possui porque foi recompensado diretamente por Deus. Não há causa e efeito para Deus, existe algo muito melhor:  Sua Maravilhosa GRAÇA.
  A Graça de Deus nos faz ter mais que qualquer príncipe desta terra, nos faz felizes a pé ou a cavalo. Faz-nos gratos pelo dom da vida, seja ela como for. Constrói em nós uma esperança de uma vida bem longe da terra que passa a morar dentro de nós.
Andando a pé
E com Cristo
André Luiz
Lisboa, 21/11/12

Às Sete Igrejas do Apocalipse

As cartas às Igrejas no Apocalipse nos deixam sete mensagens principais.
Sete conselhos para agradarmos ao Senhor.
Em Éfeso somos aconselhados a um constante arrependimento seguido de um retorno ao primeiro amor se lá não estivermos. Esse retorno precisa ser diário já que a nossa tendência é a de nos afastarmos dele.Não é papo apenas para quem está afastado. 
Em Esmirna identificamos que a Igreja que agrada à Deus é sofrida e provada mas não sucumbe à provação.O templo pode não ser o mais suntuoso e as pessoas não tem que ser cheias de posses e possessas pela teologia da prosperidade (aguilhoada neles!) O Pai aprova suas atitudes, são ricos em Deus, caminham rumo à coroa incorruptível. 
Pérgamo mostra o perigo de certos “casamentos” uniões com um mundo que dilui a mensagem, altera o sabor, mistura o que precisa ser puro, querem ser globais, querem ser mundiais até mesmo universais, mas não querem ser só de Cristo, querem ser noiva mas não querem ser imaculadas, com essas Ele não vai casar, não tem óleo na candeia, não enxergam o olhar de reprovação do noivo diante de tanta confusão que praticam ao tentar construir babel, não tem fundamento Nele que é Pedra Angular. Em Pérgamo assistimos uma Igreja que dá as mãos para o diabo em troca de audiência achando que está fazendo um favor para o Evangelho.
Em Tiatira somos advertidos contra os maus ensinos, eu vos pergunto: Por quê sair da Palavra?. Em Sardes uns poucos dela não se contaminaram, portanto não se deixe levar pela maioria ela pode estar contaminada, não queremos ser maioria sem ser de Jesus primeiro. Não há como ser Brasil evangélico sem Evangelho.
Em Filadélfia Ele mostra o que Ele gosta numa Igreja: A Sua Palavra guardado no coração e manifesta em atitudes somada a um amor intranhável entre os irmãos.
E em Laodicéia vemos o que ele mais odeia: que sejamos mornos. Nosso auto-engano acha que morno é a temperatura ideal. Confundimos o que achamos que é equilibrado com apatia. Não nos esqueçamos: Ele sabe o que é morno, não adianta falar em línguas e achar que está quente e nem julgue que não pular é ser frio. Somos livre Nele. Ele sabe o que se passa lá dentro de nós.
Há que Igreja você pertence? Não estou perguntando se você é batista ou assembleiano. Estou me referindo a que postura você tem diante de Deus. Como se apresentará Naquele dia? Os comportamentos vistos nas sete igrejas do Apocalipse se repetem. Aonde você se encontra nisto tudo?
Com temor
André Luiz
Lisboa, 22/12/11