Que diferença faz ?

Tanto faz. Que diferença faz? Ninguém se entende porque o objetivo não é entender ninguém, senão se fazer entender, se impor.

Nos tornamos um bando de exagerados, não conseguimos ponderar nada e nem ninguém. Que tipo de liberdade nós temos se ela não nos ajuda a sair da própria caixa?

Dá medo falar. O apedrejamento é constante e não acontece a favor de ninguém, só reflete que ninguém quer pensar. .

“Aquele que habita no esconderijo do Altíssimo a sombra do onipotente descansará”

Refletir sobre o que o outro diz não é pecado.

Na Terapia de Cristo
André Luiz

Mandalay Bay

 

Sensibilidade pelos mortos e feridos em Las Vegas.

“O Estado Islâmico reivindicou as mortes”.
“Trump favoreceu a compra de armas”.
“O negócio de armas é rentável”.
“Os bandidos não são cristãos”.

Se quisermos podemos passar para outra margem. Não é fugir do assunto, é tentar mergulhar nele. Não quero ter razão, isso seria vaidade.

Se tudo ficasse resolvido com armas de fogo.. O problema é que os americanos disseram:

“In God we trust”.

E o que me parece é que às vezes fazemos as coisas do nosso jeito e depois dizemos que Deus nos pediu pra fazermos.

Colocamos o nome de Deus onde nem sempre Ele está.

É só isso, não precisa atirar em mim, somos todos irmãos.

Na Paz e pela Paz
André Luiz

Niterói, 02/10/17

Fé e Má Fé

A Fé que nos aliena se volta contra nós. Quando não é libertadora, a Fé oprime sutilmente.

A “Fé” de alguns é má fé, é para fazer de palhaços os que são da Fé.. Peço desculpas ao palhaço que leva tão a sério nos fazer rir..

Se continuarmos com os “evangélicos” que temos no governo, jamais seremos um país sério.

Um país cheio de problemas não pode se dar ao luxo de pular pautas reais, para lançar pautas morais..

Nada pode ser tão imoral quanto o fundamentalismo religioso.

“Isso tudo acontecendo e eu aqui na praça alimentando os pombos”.

A verdadeira Fé liberta
André Luiz

Niterói, 06/10/17

Janaúba – MG

Heley deu sua vida pra tentar salvar as crianças da creche em Janaúba. Ela é a verdadeira protagonista de uma história que precisamos contar.

Apesar de todos os problemas que passamos, ela não pegou em armas, seu corpo ardeu em chamas em nome do maior gesto ensinado pelo Evangelho, servir aos outros..

É isso. Sem ofensas, sem “santas” imprecações, sem discutir crenças ou dogmas. Servir na conotação mais forte e nobre que essa palavra pode ter..

Ela morreu e nós precisamos fazer essa sociedade ressurgir..

“Mulheres de quem o mundo não era digno” Assim a Bíblia descreve os heróis da Fé.

Deus console a Família
André Luiz

Niterói, 06/10/17

Aos Crentes da Dispersão

Somos tribo, principalmente fora do templo
Aliás, o Tabernáculo vai andando, não fica parado jamais..

Somos portadores de Boas Notícias, viemos pregar a Paz. Sem dogmas, pensando e deixando pensar..

Somos Contracultura, não seguimos o fluxo do mal. Pra nós toda terra é fértil quando as sementes são sabedoria. Não nossa, mas que Deus dá generosamente a quem peça.

Não somos daqui, somos de lá. De todo lugar. “Toda Terra está cheia da Sua Glória”.

Somos gente incômoda, que não se acomoda. Que prega: “Venha sobre nós o Teu reino”.

Não “Veja” Reveja
André Luiz

Niterói, 12/10/17

Nós, Nossos Filhos e o Mundo

Escolas caras não compensam o amor que deixamos de dar aos nossos filhos.

Televisão com muitas programações infantis não suprem nossa falta de atenção a eles..

Nossas muitas palavras não cobrem a ausência do olhar que expressa carinho.

Talvez estejamos esperando do Mundo o que ele nunca vai dar aos nossos filhos. Precisamos ensinar com amor e sabedoria que vão precisar filtrar o que veem e ouvem. Há muitos tons e uma infinidade de cores.

Eu fico em silêncio diante dos pais que enfrentam problemas sérios com seus filhos.

Eu me calo diante da profundidade da dor de alguns. Não confio que a televisão, as propagandas do capitalismo saberão o que é melhor para os meus filhos.

Confio em Deus. Na minha imperfeicão, rego minha família com Amor e peço a Deus sabedoria na criação deles.

Não está fácil. Por vários motivos, o pior deles, a falta de amor entre nós humanos, que toleramos algumas atrocidades e optamos esbravejar por outras.

“O verdadeiro amor lança fora todo medo”

Ainda há esperança
André Luiz

Niterói, 17/10/17

Tornozeleiras Douradas

Daquelas que prendem e deixam livres, tudo isso ao mesmo tempo.

Preciso de tornozeleiras que não me deixem errar o caminho, que me lembrem a quem pertenço, para que eu não me desvie ao sabor dos ventos da vida.

Em Cristo, ganhamos a liberdade que o pecado não nos deixava ter, mas a tentação, tenazmente nos assedia, podemos errar o alvo.

Não existe liberdade de verdade, se a gente não se deixa prender por uma missão e propósito. Tem que haver um amor que nos discipline, que nos faça ir além, sem que a Obra de Deus fique aquém.

Tornozoleiras Douradas, pra que todos saibam que sou de Cristo e que assim faço, porque quero. Preciso e dependo.

Se Cristo não falar mais alto em nossa vida, nossa carne o fará e nos precipitará às profundezas.

Os políticos precisam de tornozeleiras, também douradas. Não estão em falta, mas só Cristo pode dar..

Oremos
André Luiz

Niterói, 16/07/17

Uerj Resiste!

 

Reportagem que tira lágrimas dos olhos. 37 mil jovens tentaram ontem o ingresso na Uerj via vestibular. Jovens que acreditam, que tem Esperança!

Uma das entrevistadas disse algo marcante: “Em momentos de crise a gente fica mais forte”.

É isso! Precisamos resistir! Lutar como os 37 valentes de Davi.

Força Uerj
André Luiz

Niterói, 17/07/17

A Baleia Azul

A Baleia Azul. Li na manchete de um jornal. Prenderam no Rio um homem acusado de aliciar 23 jovens a entrarem na macabra brincadeira que termina com suicídio.

É de se admirar que pessoas consigam fazer a cabeça de outras, ainda mais se levarmos em conta a loucura desse jogo de morte.

Quero propor um desafio. Em época em que queremos matar a todos (até a gente mesmo), porque não brincar de dar vida e libertar pessoas?

O Jogo é o seguinte: você deve responder com amabilidade a pessoa mais estúpida e ríspida que cruzar o seu dia, responder com Esperança ao comentário mais pessimista da fila do banco e por fim enxergar uma qualidade em quem mais identificamos defeitos.

Ah não posso deixar de falar.. Você vai morrer no final, digo, seu orgulho.

Entre na brincadeira do bem.
André Luiz

Niterói, 19/07/2017

Povo curioso

Somos um povo curioso,

Somos racistas, muito embora sejamos uma mistura de tantas cores diferentes..

Somos intolerantes com a religião dos outros, não obstante, sermos um país que afirma ter tanta Fé..

Amamos o Capitalismo apesar de termos tantos pobres, quase ninguém é rico.. A maioria vive endividada pelo sistema que desperta tantas paixões..

Amamos comprar livros, mas não abrimos mão das telenovelas..

Contradições
André Luiz

Niterói, 26/09/2017